A União Libanesa Cultural Mundial sediada no prédio do Ministério de Exterior do Líbano é o órgão representativo oficial da Diáspora Libanesa. A União Libanesa da Diáspora é sua filial em São Paulo.    A União Libanesa da Diáspora é uma Associação Brasileira que agrega líderes e membros da Comunidade Libanesa no Brasil com sede em São Paulo.

A respeito de Fayrouz que completa 88 anos – É hora de falar a respeito de seu silêncio

Por Talal Chatawi, traduzido por Dr. Assad Frangieh

Fayrouz, o “ícone” para centenas de milhões de pessoas em todo o mundo, não conseguiu escapar ao ódio que, em última análise, parecia o “preço” natural que ela teve de pagar em silêncio! O ódio tem múltiplas causas, pontos de partida e circunstâncias… Mesmo as pessoas mais próximas de Fayrouz não suportavam o seu enorme brilho que obscurecia todo o resto!
Na encruzilhada do grande sucesso, Fayrouz provocou os seus dois grandes parceiros, Assi e Mansour Rahbani! Eles ficaram surpresos por ter ela ter subido até esse ponto sem eles!

Após a ausência de Assi, Mansour trabalhou durante um quarto de século para promover a teoria de “Criamos Fayrouz”! Claro, sem sucesso! Até Ziad Rahbani sem dúvida teve momentos de sentimento humano de que tudo o que ele faz com Fayrouz é um sucesso para Fayrouz! Mas ele continua sendo o filho e ela continua sendo a mãe!

Não há dúvida de que todos aqueles que trabalharam com Fayrouz e estiveram com ela no palco sentiram ciúmes, e o ciúme não nega o amor, mas alguns deles ficaram cegos pelo ciúme! Todo poeta para quem Fayrouz não cantou a odeia no fundo! Até as pessoas mais queridas! Todo músico que não compôs para Fayrouz, no fundo, a odeia! Todo jornalista que não obteve entrevista da Fayrouz fica com inveja! Até mesmo os jornalistas que a entrevistaram, alguns deles (talvez a maioria deles) pensaram que ela lhes devia, e muitos deles a insultaram!

Existem também partidos e movimentos políticos que odeiam Fayrouz! Não é insignificante que Fayrouz tenha derrotado a guerra civil libanesa, o que significa que derrotou todas as milícias! Há países que odeiam Fayrouz, principalmente Israel, e o governo de Netanyahu uma vez estudou as causas da revolta que se espalhou pela Cisjordânia, e as canções de Fayrouz estavam entre essas razões!

Quis o destino que Fayrouz fosse uma pessoa longe do barulho, da luz, do convívio e das brincadeiras vazias, para que os odiadores aumentassem o seu ódio! Hoje, em seu silêncio e retraimento, algo provoca os que odeiam:

Não é a voz dela, está além da discussão!
Não é a glória dela, é algo que aconteceu atrás dela!
Sua firmeza está “acima” enquanto todos os outros deslizam “abaixo”…

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>