União Libanesa da Diáspora afiliada à União Libanesa Cultural Mundial.   secretaria@uniaolibanesa.net.br

Saiba como serão distribuídos as 4 mil toneladas doadas pelo Brasil ao Líbano

Segundo a mídia libanesa, o Secretário-Geral da Comissão Suprema de Ajuda (High Relief Commitee), o General de Brigada Muhammad Kheir, representando o primeiro-ministro Najib Mikati, recebeu uma doação do Brasil correspondente a 4.000 toneladas de arroz, na zona franca do porto de Beirute, na presença do Ministro de Assuntos Sociais, Hector Hajjar, do Coordenador Residente das Nações Unidas no Líbano Coordenadora Humanitária Najat Rushdie, Embaixador do Brasil, Hermano Telles Ribeiro, representante o Comandante do Exército, General de Brigada Jorge Khoury, representante do Diretor-Geral de Segurança Pública, Tenente Coronel Daoud Fayyad, representante das Forças de Segurança Interna, Comandante da Unidade de Serviços Sociais, Coronel François Rachwan, representante do Diretor-Geral interino das Alfândegas Nicolas Nassar, e o Diretor-Geral do Porto de Beirute, por procuração pública, Omar Itani.

Segundo o General de Brigada Muhammad Kheir: “O Líbano agradece a solidariedade do Brasil e está com ele, e isso é normal, dada a velha amizade entre os dois países e a presença da comunidade libanesa lá. Agradecemos ao Brasil por esta assistência urgente, que esperamos transformar em futuro em apoio à reconstrução e revitalização da economia.”

Destacou que a distribuição desta doação será as seguintes entidades:
– O Exército Libanês receberá 1500 toneladas.
– A Direção Geral das Forças de Segurança Interna, 400 toneladas – equivalente à Polícia Militar
– A Direção Geral de Segurança Pública, 80 toneladas – equivalente à Polícia Federal
– A Direção Geral das Alfândegas, 30 toneladas.
– O Serviço de Inteligência do Estado Libanês, 60 toneladas.
– O Corpo de Bombeiros da Cidade de Beirute, 5 toneladas.
– O Corpo de Bombeiros da Cidade de Trípoli, 2 toneladas.
– A Defesa Civil, 9 toneladas.
– Entidades que cuidam dos Orfanatos, idosos e deficientes contratados pelos o Ministério de Assuntos Sociais, 1.300 toneladas.
– Outros 614 toneladas serão distribuídas conforme planejamento da Secretaria Geral da Comissão Suprema de Ajuda.

O Embaixador Brasileiro Hermano Telles Ribeiro disse: “Estou feliz por estar aqui hoje para comemorar a chegada do primeiro lote de arroz que o Brasil dá de presente ao Líbano. Um total de 4.000 toneladas de arroz, avaliados em cerca de US$ 2 milhões, que devem ser recebidos por considerar que o consumo médio per capita de arroz no Líbano é de quatorze quilos por ano, então a quantidade total deve ser suficiente para alimentar cerca de trezentos mil libaneses em 2022.”

Acrescentou que o arroz que vemos aqui hoje foi transportado dos armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento do Brasil até o porto de Beirute por meio de uma parceria entre uma agência de cooperação do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e o Escritório das Nações Unidas para Serviços de Projetos. No Líbano, a Comissão Suprea de Ajuda foi encarregada de receber e distribuir arroz, parte dele será entregue ao Exército Libanês e a outra parte será distribuída a várias ONGs que trabalham com famílias carentes.

Complementou que nosso ex-presidente Michel Tamer, um orgulhoso filho libanês, foi nomeado chefe de uma delegação oficial que visitou Beirute para testemunhar as ramificações e necessidades a curto e médio prazo. Como resultado, muitas iniciativas já foram implementadas. Além da dotação atual, o Brasil já contribuiu para a compra de toneladas de medicamentos e equipamentos médicos para o Líbano, incluindo trezentos respiradores, para combater a pandemia de Covid-19. Também enviamos medicamentos e materiais médicos para tratar as vítimas do incêndio após a explosão de um tanque de combustível em Akkar em agosto passado.

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>