União Libanesa da Diáspora afiliada à União Libanesa Cultural Mundial.   secretaria@uniaolibanesa.net.br

Dinheiro eleitoral no Líbano. Quanto custa o voto?

Al-Ahdath

No monitoramento e acompanhamento do movimento de compra de votos, o primeiro distrito de Beirute ficou em primeiro lugar, pois hoje o preço do voto varia entre US$ 100 e US$ 300, e espera-se um aumento significativo nos próximos dias, levando muitas pessoas esperarem pelo “aumento do preço”.

Em segundo lugar está o distrito de Kesrouan-Jbeil, onde foi registrado o preço de 100-150 dólares por voto. O distrito de Zahle vem em terceiro lugar, já que o preço do voto está atualmente em cerca de 2,5 milhões de liras (Aproximadamente U$ 100), mas espera-se que aumente nos próximos dias. O terceiro distrito do norte (Bcharre, Zgharta, Koura e Batroun) vem em quarto lugar, pois foi constatado que alguns candidatos pagam contas de luz e contas de saúde e prometem comprar votos, mas o ‘preço’ ainda não foi definido.Quanto ao segundo distrito de Beirute, o movimento de compra de votos até agora tem sido ‘tímido’, com o preço do voto chegando a 3 milhões de liras.

Essa é a realidade hoje, espera-se que, à medida que a data das eleições se aproxima e a competição se intensifica, os votantes presenciem a compra de votos e seus “preços” acaba subindo. As eleições parlamentares geralmente testemunham o fenômeno da compra de votos por partidos e candidatos financiados, e o “preço do voto” aumenta à medida que a competição se intensifica e os empresários entram na competição, e o preço do voto pode atingir números recordes horas antes do fechamento das urnas.

Segundo a International Information: “Nas eleições de 2022, o dinheiro eleitoral desempenhará um papel grande e influente à luz da crise financeiro-econômico-social vivida pela maioria dos libaneses em todas as regiões. O processo de compra de votos é um prática semi rotineira e histórica durante as eleições parlamentares no Líbano. No entanto, aumentou em tamanho e prevalência nos anos noventa para atingir seu pico nas eleições de 2009.

Apesar disso, ainda é difícil provar o incidente de suborno com provas concretas porque o o pagamento é feito em dinheiro na maioria dos casos, sendo rara a tomada de qualquer medida legal mesmo que haja certeza entre os envolvidos e com a comprovação de que o suborno pode ter ocorrido.

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>