União Libanesa da Diáspora afiliada à União Libanesa Cultural Mundial.   secretaria@uniaolibanesa.net.br

Lauz Akhdar e Janerek – amêndoas verdes e ameixas azedas – Quando o azedo se torna doce no Líbano

“Esperando o tempo sem queixa, eles desenhavam as estradas em segundos e retiravam os entulhos da dor; No gosto da amêndoa e da ameixa, eles descobriam os trajetos do mundo e encontravam as razões do amor”.

No Líbano, a primavera aparece antes de a folhinha do calendário virar para o mês de abril. Para muitas pessoas, essa estação dá seus sinais através do derretimento da neve nas montanhas, do aparecimento das flores, do brotamento das árvores, da aparição de paisagens cromatizadas e da presença do sol. Mas para os libaneses, o surgimento do “Lauz Akhdar” (amêndoas verdes) e das “Janerek” (ameixas azedas), dão o começo da primavera e representam o verdadeiro gosto dessa estação.


Os fãs da “Janerek” (ameixa azeda) ficam aguardando com tanta ansiedade essa ameixa especial e de sabor azedo único que, acreditem, encomendam vários quilos antes do começo da estação, numa espécie de compra de passe para garantir o deleite. Sua temporada geralmente começa em meados de abril e termina em maio. No início de seu período, as ameixas verdes tendem a ser pequenas e mais azedas, mas vão ficando maiores, mais suculentas e perdem parte da acidez inicial ao longo dos meses.

Mas sempre há a pergunta que não quer calar: “Salgar ou não salgar a “Janarek”? Para alguns, o sal acaba tirando ou disfarçando o seu gosto natural, mas para outros, colocar sal na ameixa verde é muito importante, pois tira o seu sabor ultra azedo e faz dela mais crocante. E para salgar e comer a “Janerek”, o sal tem que estar dentro de uma autêntica xícara de café árabe. Bom, pelo menos assim que reza o ritual de tradição. Ah, e uma outra boa dica, é comê-las geladas.

“Lauz Akhadar” (amêndoas verdes)
Uma das alegrias de criança, é colher “Lauz Akhadar” (amêndoas verdes) diretamente das árvores e comê-las por inteiro. Essa fruta seca libanesa é coberta por uma penugem macia e verde – como um pêssego, ao qual está relacionada – e se abre com uma mordida para revelar sua viçosa semente branca, a amêndoa.

A temporada do “Lauz Akhdar” começa em meados de março, mas só em abril é que as amêndoas verdes ficam redondas. Em junho, a fruta começa a secar e endurecer, não podendo mais ser consumida por inteiro, embora sua casca verde e áspera possa ainda ser cortada para se retirar a amêndoa. A dica para comer uma boa amêndoa é olhar a sua cor, que deve ser verde clara, sem manchas. As amêndoas podem durar por algumas semanas na geladeira, e são também cozidas para compor pratos mediterrâneos de cordeiro ou de frango. Em tempo: elas são usadas como aperitivo antes de uma refeição.

E assim, no gosto do “Lauz Akhdar” e da “Janerek”, a natureza faz o azedo tornar-se doce na primavera no Líbano.

Fonte – Facebook do © Consulado Geral do Líbano no Rio de Janeiro

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>