União Libanesa da Diáspora afiliada à União Libanesa Cultural Mundial.   secretaria@uniaolibanesa.net.br

Líbano: a crise econômica entre as piores do mundo desde 1850 (Banco Mundial)

Fonte: https://www.journaldemontreal.com/ em francês.

Traduzido pelo Dr. Assad Frangieh

O colapso econômico do Líbano corre o risco de ser classificado entre as piores crises financeiras do mundo desde meados do século 19, disse o Banco Mundial em um relatório contundente divulgado nesta terça-feira (dia 01/06/2021). “É provável que a crise econômica e financeira se classifique entre os 10, senão os três episódios de crise mais sérios em todo o mundo desde meados do século 19”, disse o relatório.

Este ano, a economia do Líbano vai se contrair em quase 10% e “não há um ponto de mudança claro à vista”, de acordo com o relatório. O Líbano deixou de pagar sua dívida no ano passado, a moeda perdeu cerca de 85% de seu valor e a pobreza está devastando um país que já foi considerado um farol de prosperidade na região. Intitulado “O Afundamento do Líbano: As 3 Piores Crises Globais”, o relatório afirma que esses colapsos econômicos brutais são geralmente o resultado da guerra.

O colapso da economia libanesa nos últimos 18 meses é em grande parte atribuído à corrupção e má gestão da elite política do país: “As respostas políticas da liderança libanesa a estes desafios foram terrivelmente inadequadas”, disse ele. A classe dominante libanesa falhou em responder à pior emergência que o país viu em uma geração, agravada pela pandemia do coronavírus e uma explosão devastadora no porto de Beirute em agosto passado.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) ofereceu ajuda, mas os barões políticos do país até agora não conseguiram formar um governo capaz de levar a cabo as reformas às quais a ajuda externa é contingente. “Sujeito a uma incerteza extraordinariamente alta, o PIB real deve contrair um adicional de 9,5% em 2021”, de acordo com o Banco Mundial, destruindo qualquer esperança de uma rápida recuperação. Segundo a instituição monetária, a economia retraiu 6,7% em 2019 e 20,3% em 2020. Mais da metade dos libaneses provavelmente viverá abaixo da linha de pobreza nacional, com a maioria da população trabalhadora paga em libras libanesas sofrendo com a queda acentuada no poder de compra. Diante do aumento das taxas de desemprego, um número crescente de famílias está lutando para ter acesso a serviços essenciais, incluindo saúde, observa o relatório.

Lebanon-Economic-Monitor-Lebanon-Sinking-to-the-Top-3

Faça o download do Relatório do Banco Mundial sobre o Líbano.

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>