União Libanesa da Diáspora afiliada à União Libanesa Cultural Mundial.   secretaria@uniaolibanesa.net.br

Os meandros do turismo no Líbano – Fora da Rota – Qana

Publicação feita pelo Kháled Mahassen, diretor da operadora de turismo Lynden – www.lynden.com.br(11) 9.9551-5321

Qana (ou Qana Al Jalil) se localiza a 13km da cidade de Tiro e tem uma população de aproximadamente 20 mil pessoas, entre imigrantes e residentes. A cidade libanesa de Qana, é famosa por acreditarem ser o local onde ocorreram os primeiros milagres de Jesus Cristo – O sul do Líbano é a Galileia Litoral enquanto a atual Galileia na Palestina é a alta Galileia.

Muitos são os vestígios na região que dão autenticidade a esta afirmação. Entre os monumentos visíveis na cidade de Qana encontram-se as urnas de pedra (ou jarros de pedra), que são citados nos textos evangélicos como os recipientes que Jesus utilizou para transformar água em vinho.  Esses jarros de pedra estão localizados na praça pública, onde as pessoas costumavam se reunir para realizar festas, incluindo festas de casamento. Além disso, estudos demonstraram que a localização de Qana é a mesma onde os escritos dizem ter ocorrido os milagres.

Em Qana há a “Gruta da Espera”, onde a Virgem Maria aguardava Jesus terminar os seus sermões, e a trilha que leva à gruta tem muitas inscrições nas rochas. Há também inscrições e relevos em outras rochas da região, que se acredita serem do século I D.C, que apresentam figuras de pessoas em conotação religiosa com as mãos levantadas ao céu, como se estivesse em súplica.

A caminho de Qana, temos o sarcófago do Hiram Abif, que projetou e construiu o Templo do Rei Salomão. Mas Qana ficou conhecida também pelos massacres de Israel, que ocorreram em 1982 durante a invasão ao Líbano, 1996 em uma operação de Israel contra o Hezbollah e que resultou na morte de muitos civis libaneses, e em 2006 quando um bombardeio de Israel atingiu um prédio residencial onde vários moradores buscavam refúgio. No último episódio 55 pessoas morreram, entre elas 27 crianças.

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>