União Libanesa da Diáspora afiliada à União Libanesa Cultural Mundial.

Segunda sessão – dia 13/10 – para eleger o Presidente do Líbano também foi adiada mais uma semana

A sessão estava marcada para o dia 13 de outubro.

Na quinta-feira, o Presidente do Parlamento Libanês, Nabih Berri, adiou a segunda sessão para eleger um novo presidente para o país até quinta-feira, 20 de outubro, devido à falta dequórum. 71 dos 128 deputados compareceram à assembleia, menos de dois terços do total de deputados. Nabi Berri, Presidente do Parlamento anunciou, “A sessão da eleição presidencial foi adiada para o dia 20 deste mês devido à perda do quórum, que deve chegar a 86 deputados.” Em 6 de outubro, Berri convocou uma segunda sessão para eleger um Presidente da República, na quinta-feira dia 13/10. Em 29 de setembro, o parlamento não elegeu um sucessor para o presidente Michel Aoun durante uma sessão na qual participaram 122 dos 128 deputados.

Segundo observadores, o consenso sobre a eleição de um novo presidente para o Líbano aguarda consenso regional e internacional, e pode estar vinculado a um próximo acordo para demarcar as fronteiras marítimas com Israel, com mediação americana. No início de setembro passado, o prazo constitucional para a eleição de um novo presidente do país pelos deputados começou e termina em 31 de outubro. O mandato do Presidente é de 6 anos, não renovável, não podendo ser reeleito até 6 anos após o término de seu primeiro mandato.

A constituição não obriga os que desejam concorrer à presidência a apresentar indicações prévias, pois qualquer deputado pode eleger qualquer maronita libanês, desde que nada impeça ou contrarie condições básicas como idade e antecedentes criminais.

 

Deixe seus comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar essas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>